Giz de Cera e Giz Pastel: conheça as diferenças entre os modelos

Postado por John Doe 01/04/2019 0 Comentários
 
 
Está enganado quem pensa que o giz é somente coisa de criança. Para quem ama desenhar e pintar, o giz de cera e o giz pastel pode ser materiais bem interessantes.  
 
Cada um deles possui características diferentes e são destinados a trabalhos distintos, por isso a importância de saber mais sobre as vantagens e desvantagens desses materiais artístico.  
 
Saiba a diferença entre o giz de cera e o giz pastel, qual escolher, para que servem e quais as principais técnicas usadas para melhorar seus desenhos e suas pinturas. 

 

Escolhendo entre o giz de cera e o giz pastel

 
 
 
O giz de cera é um material de trabalho escolar, muitas vezes é o primeiro material que uma criança tem contato para desenvolver as atividades motoras.  Algumas das vantagens de desenhar com o giz de cera é que as cores não ficam amareladas com a passagem do tempo, e é um material mais estável do que o do giz pastel.
 
 
Já o giz pastel é um material mais indicado para trabalhos artísticos profissionais, como pintura e desenho. Existem no formato de barras, sticks cilíndricos ou lápis. Há dois tipos: o giz pastel seco e o giz pastel oleoso.
 
O giz pastel seco e o giz pastel oleoso possuem diferenças tanto na sua composição quanto na parte visual, é importante conhecer as diferenças de cada um desses itens e como usa-los. 
 
 

Quais as técnicas mais usadas com o giz pastel Seco?

 
 
O giz pastel seco é um material artístico antigo. Pintores antigos utilizava esse material em suas obras e se referiam ao giz pastel seco como um material elegante, que servia para “pintar a seco”. 
 
Uma técnica muito utilizada com esse material é fazer acabamentos nos desenhos utilizando os dedos, algodão, cotonetes ou até um esfuminho para espalhar os pigmentos de cor, mas sempre de forma suave.  Ele é uma das melhores opções para fundos esfumados ou claros e suaves.
 
 
 
 
Ele é indicado para pinturas mais delicadas e pode ser usado em quase qualquer tipo de papel, mas possui uma desvantagem na sua utilização já que é praticamente impossível apagá-lo sem que fiquem vestígios.
 
Dicas que você precisa saber sobre o giz pastel seco:
  • Os pastéis são vendidos em tamanhos, formatos e texturas diferentes de acordo com as marcas;
  • Existem pastéis em barras cilíndricas ou quadradas, barras e meias barras;
  • Dentro da gama de giz pastel seco existem várias texturas: giz pastel duro, giz pastel suave, giz pastel médio e o giz extra-suave; 
  • Além do pastel em barras existe o pastel em lápis. Estes também estão sendo fabricados com maior ou menor dureza, por diversas marcas no mercado. 

     

Para que serve o giz pastel oleoso?

 
 
O giz pastel oleoso é mais direcionado para o uso profissional, visto que possui qualidade superior, com cores mais intensas e vivas, e também por ser mais flexível.
 
Esse giz pode ser diluído em um suporte para pintura e ser usado com um pincel, proporcionando textura e cores bem fortes ao desenho. Para que essa técnica seja realizada é necessário que o papel escolhido tenha uma gramatura mais alta, evitando assim que ele rasgue com facilidade. 
 
Sua fabricação é semelhante à do giz pastel seco, mas com a adição de óleo, dessa maneira, sua estrutura faz com que a pintura fique bem marcada, sendo assim é recomendado para cobrir áreas maiores com fundos, para esboços ou desenhos mais livres. Já em comparação ao giz de cera, ele é um pouco melhor para mistura de cores, mas mesmo assim  não é a melhor opção para degrades, perdendo esse posto para o giz pastel seco.
 
 
 

Giz de cera e suas principais funções

 
 
O giz de cera é o giz comum que todos tivemos contato uma vez na vida. Ele é mais indicado para ajudar no desenvolvimento das crianças. Com o giz de cera os pequenos aprendem mais sobre as cores, conseguem treinar a coordenação motora, aprendem com mais facilidade a fazer formas geométricas, além de que graças ao tamanho deles fica mais fácil o aprendizado da escrita.
 
Apesar do giz de cera possuir um traço mais rustico e grosso, ele é indicado para papéis de gramaturas menores como sulfite.
 
Usando o giz pastel e o giz de cera juntos é possível obter grande diversidade de texturas e acabamentos. Cada um possui características únicas que podem servir para qualquer tipo de arte. É preciso lembrar que o papel utilizado, irá definir como a sua arte final ficará, use sempre os papéis indicados para que não ocorra nenhum problema durante a sua criação. 
 
 
Gostou de saber mais as diferenças entre o giz de cera e o giz pastel?  Compartilhe essa informação com outras pessoas e curta nossa página no facebook

Deixe um comentário